"Assistência social e desenvolvimento caminham lado a lado", diz Tereza Cristina - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

terça-feira, 19 de julho de 2022

"Assistência social e desenvolvimento caminham lado a lado", diz Tereza Cristina

 Na reunião com representantes de várias áreas da assistência social em Campo Grande (MS), a deputada federal Tereza Cristina (PP/MS), elogiou o trabalho desempenhado pelos assistentes sociais em todo o Mato Grosso do Sul.


“O Brasil precisou e ainda precisa muito de cada um de vocês, cada vez mais. Foram dois anos muito difíceis durante a pandemia e isso revelou um contingente ainda maior de pessoas em situação de vulnerabilidade, que precisam ser capacitadas e retiradas dessa situação. Vocês são fundamentais nesse processo, não só fornecendo a assistência, mas também abrindo portas de esperança e de futuro para estas pessoas”, disse a deputada.


Para Elisa Nobre, gestora e representante da categoria no estado, o trabalho de Tereza Cristina como ex-ministra e deputada federal tem sido fundamental na busca de soluções para o setor.  “Nós precisamos falar das coisas que nos importunam no dia a dia, ter pessoas que nos deem ouvidos como Tereza Cristina, para colocar a assistência social, hoje, referência nacional, em um patamar elevado. Não fazemos nada sozinhos e contamos com a competência e seriedade da deputada para nos ouvir e encaminhar as nossas demandas”, disse Elisa, que comanda a área no estado.


Entre as reivindicações apresentadas pela categoria estão o aumento dos investimentos no Fundo Estadual de Assistência Social (FEAS) e o cofinanciamento estadual aos municípios que tiveram o custo real dos serviços impactados pela inflação.


O aumento no repasse direto dos recursos pela esfera federal, segundo os representantes do setor presentes na reunião, vai permitir a ampliação do atendimento dos serviços regionalizados e a manutenção da rede de atendimento socioassistencial às famílias e indivíduos em situação de risco e vulnerabilidade social. 


Tereza Cristina afirmou que há muito o que ser feito na assistência social com tantas pessoas invisíveis descobertas na pandemia. “Temos moradores do campo, mas que não produzem e que dependem fundamentalmente da assistência social e nós temos que estar atentos para atender essas pessoas. É uma questão que me preocupa muito e deixamos umas sementinhas lá no Ministério da Agricultura nesse sentido”, destacou a parlamentar, que foi ministra de estado de 2019 a 2022.


A deputada declarou também que esses recursos deveriam estar mais presentes nesse momento, mas mesmo o país vivendo uma situação orçamentária complicada a área da assistência social deve ser priorizada e declarou. “Eu quero trabalhar nessa área, quero ajudar muito o setor, a educação e trabalhar para que as pessoas possam ter uma porta de esperança e de saída, e principalmente os jovens que são a porta do futuro”, explicou. 


No encerramento da reunião, Tereza Cristina pediu aos participantes para sempre apresentarem sugestões para a classe política saber o que é preciso estudar, debater e transformar uma demanda em uma algo maior, mais seguro para o setor como um projeto de lei, por exemplo.