Com apoio do Poder Público, Festa da Capela acontece de 5 a 7 de agosto em Costa Rica - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quarta-feira, 20 de julho de 2022

Com apoio do Poder Público, Festa da Capela acontece de 5 a 7 de agosto em Costa Rica

 


A Festa do Senhor Bom Jesus da Capela, de Costa Rica, começa no próximo dia (5) e segue até o dia 7 de agosto. Essa é a segunda maior festa religiosa do município. Por conta da pandemia da Covid-19, não houve os festejos populares nos últimos dois anos e neste ano está de volta.
 
Os padres Wilkison Mendes e Kelson Malaquias, juntamente com os festeiros Ronaldo Felisbino, Ilza Alves dos Santos, Gerri Adriane Carvalho, Elaine Martins Carrijo e a comunidade da Capela convidam a todos para prestigiarem o evento.
 
É uma celebração tradicional que ocorre há 85 anos. Sua origem remonta a 1937, ano em que no país vigorava o Estado Novo, ou Terceira República Brasileira, uma ditadura brasileira instaurada por Getúlio Vargas, caracterizada pela centralização do poder, nacionalismo, anticomunismo e por seu autoritarismo. A festa leva o nome do santo considerado Fujão que segundo os relatos dos moradores antepassados da região, era colocado na atual capela e fugia para a antiga capelinha.
 
As celebrações religiosas serão nos três dias na igreja do Senhor Bom Jesus da Capela e também atender aos fiéis e romeiros. A missa de abertura e a de comemoração ao dia do santo estão marcadas para às 19h da sexta-feira e do sábado, com o levantamento do mastro. Já no domingo, a celebração será com Missa Sertaneja com celebração do padre Wilkison Mendes para os romeiros e participantes da caminhada da fé e da cavalgada.
 
Na programação social haverá baile com animação do Grupo Sociedade Baileira, leilão de prendas, café da manhã, almoço com churrasco e domingueira dançante.
 
O evento conta com o apoio do Governo de Costa Rica, por meio da SEMTMA (Secretaria Municipal de Turismo, Meio Ambiente, Esporte e Cultura) e Câmara de Vereadores.
 
"Dias de fé, de esperança, para um novo tempo para todos os devotos fiéis e romeiros do Senhor Bom Jesus da Capela. Abrir a igreja e celebrar com a presença de todos significa abrir o novo coração para a nova vida, que é apresentada pelo próprio Bom Jesus, que nos manteve saudáveis no período mais crítico da pandemia de Covid-19", disse o pároco Wilkison Mendes.
 
A lenda do “Santo Fujão”
 
Uma pequena capela na área rural, na MS-306, guarda uma das principais lendas da região: o “Santo Fujão”.


O início dessa lenda foi no ano de 1838. Naquela época, o Major Martin Gabriel de Melo Taques e sua esposa, Ana Fausta Garibaldina de Melo Taques, chegaram à região com uma imagem do Senhor Bom Jesus. Bastante devota, Ana construiu uma pequena capela onde colocou a imagem de vários santos.
 
Posteriormente, a esposa morreu e o major resolveu pegar a estrada de volta para São Paulo. Porém, no meio do caminho, durante uma forte tempestade, um raio matou dois bois, justamente do carro que carregava a imagem do Senhor Bom Jesus. Major Taques entendeu o fato como um aviso dos céus e decidiu voltar ao povoado e deixar a imagem do santo por lá.
 
Os moradores da região mantiveram a tradição religiosa da família Taques e construíram uma nova capela para abrigar o santo. Um dia depois da mudança para a nova igreja, o Senhor Bom Jesus havia voltado para a antiga capelinha. Os moradores levaram o Santo Fujão novamente para a igreja construída, mas a imagem de aproximadamente 1,70 metro de altura teimava em reaparecer na capelinha da zona rural.
 
Para resolver a questão, os devotos decidiram cortar os pés do Senhor Bom Jesus. Por isso, ficou conhecido como “Santo Fujão”.
 
A celebração em honra ao santo é feita, todos os anos, no primeiro domingo de agosto. Peregrinos do Brasil todo se encontram na caminhada da fé, que é realizada de madrugada. Cerca de 1 mil pessoas percorrem os 22 quilômetros entre a Igreja Matriz de Santo Antônio de Pádua, na praça central de Costa Rica, e a Capela Senhor do Bom Jesus.
 
Como chegar
A capela Senhor do Bom Jesus fica localizada na MS-306, a 30 quilômetros de Costa Rica. Quem sai de Campo Grande deve seguir pela BR-163 e depois BR-060. Chegando a Paraíso das Águas, pode pegar a MS-316 até Costa Rica ou continuar pela BR-060 até Chapadão do Sul e depois seguir pela MS-306.