Internet 5G chega a Brasília nesta quarta e até setembro em Campo Grande - - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

terça-feira, 5 de julho de 2022

Internet 5G chega a Brasília nesta quarta e até setembro em Campo Grande -

 Será ativado na quarta-feira (6) o sinal de internet 5G em Brasília (DF). A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) autorizou a antecipação da ativação, enquanto as demais capitais, incluindo Campo Grande, devem aguardar até 29 de setembro. - O prazo inicial era 31 de julho, mas a autarquia autorizou o adiamento após as operadoras alegarem dificuldades na importação de equipamentos, conforme o portal g1. Por outro lado, Brasília não necessitou de grande intervenção na infraestrutura de telecomunicações, o que permitiu antecipar a chegada do sinal de quinta geração.


As operadoras Claro, TIM e Vivo venceram o leilão da tecnologia na Capital no ano passado. Conforme a Anatel, as próximas capitais que receberão a tecnologia serão Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), João Pessoa (PB) e São Paulo (SP).


Em abril, entrou em vigor lei complementar de Campo Grande que regulamenta a implantação da internet 5G. A medida foi necessária em todas as capitais.


A expectativa da prefeitura é ampliar, por exemplo, os serviços de telecomunicação, melhorando assim, o acesso à internet dos equipamentos públicos, bem como a implantação do videomonitoramento, a viabilização da semaforização inteligente e a entrega de mais serviços digitais para a população.o diretor-presidente da Agetec (Agência Municipal de Tecnologia da Informação e Inovação), Paulo Cardoso, explicou que o município está acompanhando a implantação.


“Campo Grande está preparada. Adaptamos nossa legislação à Lei Geral de Antenas, e agora os próximos passos são de competência federal. Temos uma comissão de acompanhamento, onde já pedimos às operadoras que apresentassem um cronograma antes da implantação, mas ainda não recebemos nada”, disse.


Entenda – O 5G é a quinta geração da telefonia móvel, em implantação no mundo desde 2018. Como será distribuída em faixas de frequência maiores, a expectativa é de que a velocidade aumente de 50 a 100 vezes.


Isso permitirá avanços em áreas como segurança pública, telemedicina, educação à distância, cidades inteligentes e automação. As operadoras ainda não definiram se vão reajustar os planos com a chegada da nova rede.


Apenas 45 aparelhos estão certificados pela Anatel para navegar no 5G (consulte aqui). Essa lista deve aumentar conforme a tecnologia se expandir.