Ministério Público quer investigação de vereador que expôs enfermeira em UPA - - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sexta-feira, 8 de julho de 2022

Ministério Público quer investigação de vereador que expôs enfermeira em UPA -

 O Ministério Público de Mato Grosso do Sul pediu à Delegacia Geral de Polícia Civil que abra inquérito contra o vereador Tiago Vargas (PSD), para investigar  abuso de autoridade na abordagem feita pelo político a uma enfermeira de Campo Grande. O caso aconteceu no dia 1º de janeiro deste ano.

Para o MPMS, a postura não só expôs a profissional, como pode incentivar agressões contra servidores da saúde.


A confusão entre o vereador e a servidora aconteceu na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Universitária. Na ocasião, ambos se desentenderam e parte do bate-boca foi filmado por Tiago e divulgado em redes sociais.


Para o Coren (Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul), houve constrangimento à profissional da saúde, com exposição desnecessária pelo parlamentar.


A denúncia por quebra de decoro foi encaminhada pelo Conselho à Câmara Municipal. No MP, o promotor de justiça, Sílvio Amaral Nogueira de Lima instaurou procedimento que constatou indício de crime de abuso de autoridade, que tem pena de detenção e multa.


 Ontem (6), o promotor informou que enviou ofício à Delegacia-Geral de Polícia Civil requisitando a instauração de Termo Circunstanciado de Ocorrência para apurar os fatos que configuram crime de abuso de autoridade. -