Moon, PRF que matou empresário, se entrega à polícia - - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

domingo, 24 de julho de 2022

Moon, PRF que matou empresário, se entrega à polícia -

 O PRF (Policial Rodoviário Federal) Ricardo Hyun Su Moon se entregou ao Garras (Delegacia Especializada Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), por volta das 17h deste sábado (23), em Campo Grande. -Moon cumpre ordem judicial expedida nesta nesta sexta-feira (22), pelo juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, Carlos Alberto Garcete de Almeida. A prisão já foi comunicada ao juiz e o PRF aguarda encaminhamento para o presídio, informou o delegado adjunto do Garras João Paulo Natali Sartori.


Condenado a 23 anos e 4 meses de prisão pela morte do comerciante Adriano Correia do Nascimento e duas tentativas de homicídio, o policial respondia em liberdade e em março de 2021, precisou ser socorrido após ter inalado fumaça.


Moon precisou ficar internado. Ainda em março daquele ano a promotoria enviou um pedido de expedição de mandado de prisão que foi negado por Garcete. Na época, a Justiça encaminhou ofício à 1ª Delegacia de Polícia Civil para que informasse, no prazo de 5 dias, as razões noticiadas pela imprensa sobre a internação.


No entanto, ontem foi expedido o mandado de prisão definitiva pela 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, válido até 30 de maio de 2039. A determinação é que Moon seja levado para presídio.


O caso -  O crime aconteceu dia  31 de dezembro de 2016, na Avenida Ernesto Geisel. O policial conduzia um veículo Mitsubishi Pajero, enquanto Adriano estava em uma caminhonete Toyota Hilux. Moon chegou a ser preso e usou tornozeleira eletrônica. No julgamento, em 30 de maio de 2019, o policial alegou legítima defesa e que fez os disparos para cessar uma tentativa de atropelamento, no entanto, por maioria dos votos dos jurados foi condenado a 23 anos de prisão pelo homicídio.