Quatro pescadores são multados em R$ 8 mil por crimes ambientais - - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

domingo, 24 de julho de 2022

Quatro pescadores são multados em R$ 8 mil por crimes ambientais -

 Quatro pescadores foram autuados em R$ 8 mil pela PMA (Polícia Militar Ambiental) por pesca ilegal no Rio Paraguai, em Ladário e em Corumbá, neste domingo. Em ação conjunta com a Marinha do Brasil, na Operação Ágata, a PMA fiscalizou embarcações ao longo do rio e identificou pescadores em quatro delas cometendo infrações. - O primeiro pescador foi abordado na região conhecida como Rabicho, no município de Ladário. Ele pescava usando animal silvestre da espécie minhocoçu (mineiro), não nativos da região, sem a autorização do órgão ambiental para uso desses animais.


Com isso, foram apreendidos 11 minhocoçus e dois molinetes com varas e o infrator, residente em Campo Grande, foi autuado administrativamente e multado em R$ 5.500,00 pela PMA. Ele também responderá por crime ambiental.


Ainda em Ladário, outro pescador foi abordado quando estava em uma embarcação, onde foi encontrada uma tarrafa (petrecho proibido), que seria utilizada em pescaria ilegal. O barco, um motor e a tarrafa foram apreendidos. O infrator, residente em Ladário, responderá por crime ambiental de pesca predatória e foi multado em R$ 1.000,00.


Um terceiro pescador amador, residente em Corumbá, teve uma tarrafa apreendida, quando a utilizaria em pescaria ilegal, também em Ladário. A tarrafa, o barco e o motor foram apreendidos. O infrator, residente em Ladário, foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.000,00.


Por fim, o quarto pescador, residente em Corumbá, foi abordado em uma embarcação quando pescava sem a licença de pesca no rio Paraguai, em Corumbá. O barco, um motor de popa e um molinete com vara foram apreendidos. O infrator foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 500,00. Como a a pesca sem licença não é crime, pagando a multa, o pescador poderá ter seus materiais restituídos. -