Convenção oficializa candidatura de Caravina a deputado estadual e Eduardo Riedel ao governo do Estado - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sábado, 6 de agosto de 2022

Convenção oficializa candidatura de Caravina a deputado estadual e Eduardo Riedel ao governo do Estado

 O PSDB realizou na manhã de ontem


, dia 05, na sede do diretório Estadual, sua convenção onde foram oficializadas as candidaturas do partido para a disputa das eleições de outubro. O nome do ex-prefeito de Bataguassu, Pedro Caravina, foi confirmado para disputar o cargo de deputado estadual.


Caravina comemorou o lançamento da candidatura com centenas de apoiadores que vieram de todas as regiões do estado, manifestar apoio ao seu projeto. “Hoje foi dia de festa, receber o carinho e o apoio de diversas lideranças do estado, nos faz ter a certeza de que estamos no caminho certo. Essa luta será de todos que acreditam na boa política, vamos gastar a sola do sapato e ir atrás do voto e pedir apoio para representar bem o nosso Mato Grosso do Sul”, destacou.


Além de ex-prefeito de Bataguassu, Caravina foi secretário adjunto de Infraestrutura do Estado e presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) por dois mandatos. Como secretário, Caravina se destacou no papel de dialogar com prefeitos e vereadores e levar importantes obras de infraestrutura aos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, e hoje é um dos principais nomes do PSDB no estado. 


Durante a convenção, também foram oficializadas as candidaturas de Eduardo Riedel, ao Governo do Estado, tendo o deputado estadual, Barbosinha como vice, e a ex-ministra do presidente Jair Bolsonaro, Tereza Cristina, como parceira ao Senado.


No evento - que reuniu milhares de correligionários, entre eles mais de 70 prefeitos, cerca de 53 vice-prefeitos, mais de 500 vereadores, além de representantes do PSDB, Cidadania, PP, PL, Republicanos, PSB, entre outros partidos - Eduardo Riedel disse que o Mato Grosso do Sul passou por duas grandes crises nos últimos sete anos. Uma crise política, que culminou no impeachment de uma presidente, e uma crise sanitária, com a pandemia. Mas, mesmo assim, com responsabilidade e foco na gestão, o Estado conseguiu chegar até 2022 como o estado com a 3ª menor taxa de desemprego do país, o 5º mais transparente, o 4º mais seguro, a 5ª menor taxa de pobreza. “E isso não é pouca coisa. Muitos estados sequer honraram os salários dos servidores, sequer honraram o 13º”, lembrou.


“Eduardo Riedel é um gestor que conhece o Mato Grosso do Sul, já percorreu todos os municípios do nosso Estado, e os conhece como a palma de sua mão, assim como eu os conheço. Seu projeto para o nosso Estado é forte e por isso tenho muita vontade de estar a seu lado, para fazer o MS avançar ainda mais, gerar emprego, renda, e mais oportunidades para os sul-mato-grossenses”, disse Tereza Cristina, candidata ao Senado.


"Soldado não foge à luta. Estou animado e confiante. Atendo a região da grande Dourados, segundo maior colégio eleitoral do Estado", disse Barbosinha, o vice de Eduardo Riedel na corrida eleitoral. 


Segundo Riedel, muito foi feito nos últimos sete anos e meio, mas muita há a ser feito ainda. “Vamos governar de mãos dadas com cada sul-mato-grossense, com a juventude, criando condições que viabilizem emprego e renda, sem esquecer da educação e da qualificação profissional. Estamos desenhando um futuro moderno, com oportunidades e infraestrutura que transformem o Mato Grosso do Sul”.


Eduardo Riedel lembrou também que a decisão de ser pré-candidato ao Governo foi difícil e só foi tomada, de fato, devido ao apoio de sua família. “Conversei muito com a minha família. Não é fácil assumir uma responsabilidade dessa. Quando Dona Seila, minha mãe, me aconselhou, foi quando eu decidi definitivamente. Ela disse: ‘Meu filho, a gente sempre reclama, aponta o dedo, discute questões, mas se ninguém assumir a responsabilidade de participar do processo, quem vai fazer?’. Aquela foi a benção para eu estar aqui hoje, junto com vocês, com a minha família, para encarar este desafio de maneira conjunta, para colocar meu nome, minha história de vida, minhas mãos limpas, com autonomia, independência e responsabilidade em prol do Mato Grosso do Sul”.